Como evitar o Efeito Rebote

O efeito rebote é provavelmente um dos maiores motivos que fazem as mulheres viverem de dieta. Saiba como evitá-lo.

Você acabou uma dieta há pouco tempo e sente que está ganhando peso rapidamente? Amiga, lamento lhe apresentar o “Efeito Rebote”. Graças a ele muita gente acaba ganhando o peso que perdeu na dieta que acabou de fazer, daí resolvem fazer uma nova dieta e acabam por entrar num círculo vicioso interminável e sem sucesso. O efeito rebote acaba também sendo responsável por um outro efeito muito conhecido por quem faz muitas dietas: O Efeito Sanfona.

Já postamos aqui no site um artigo completo explicando O QUE É O EFEITO REBOTE e se você ainda não leu, dê uma olhada, pois aqui nós vamos dar dicas importantes sobre como evita-lo.

Antes disso…

Antes porém vale a pena dizermos que a melhor maneira de evitar o efeito rebote, o efeito sanfona e muitos outros efeitos indesejáveis é não fazer dietas muito restritivas. Em um programa de reeducação alimentar e emagrecimento saudável o corpo não vai sentir tanta falta de nutrientes e por isso esse processo não será desencadeado, ou se for, será muito mais brando.

Mas como nós já conversamos, se por um acaso, em uma situação pontual e temporária você decidir fazer uma dieta vamos neste artigo te dar dicas muito úteis para minimizar ao máximo o efeito rebote.

Leia aqui nossa opinião sincera sobre fazer dieta.

varie-na-dieta

1 – Diversifique os alimentos

Um dos maiores problemas das dietas é a falta de variedade de grupos de alimentos. Geralmente o que se vê é uma exaustiva repetição dos mesmos ingredientes na tentativa de deixar o processo o mais simples possível e assim aumentar o ibope da “nova dieta da moda”. Assim, além de uma quantidade reduzida de calorias você também estará ingerindo uma quantidade insuficiente de nutrientes e isso ajuda a desencadear o efeito rebote.

É importante que fique claro que para emagrecer você precisa cortar calorias e não nutrientes por isso mesmo uma dieta com baixíssima ingesta calórica pode sim ser relativamente nutritiva.

A dica aqui é você fazer pequenas adaptações na sua dieta adicionando alimentos que não vão comprometê-la mas vão enriquecer muito a variedade de nutrientes que seu corpo poderá absorver.

Por exemplo se no seu programa consta que você deverá comer um sanduíche de pão de forma com peito de peru, utilize pão integral e coloque algumas folhas de rúcula, agrião ou outra verdura junto. Neste caso além de aumentar consideravelmente a quantidade de nutrientes você também estará aumentando a quantidade de fibras, que vão lhe ajudar na saciedade.

Lembre-se que uma receita não é uma poção mágica que vai perder o efeito se você substituir ou acrescentar alguma coisa.

começo-da-dieta

2 – Não termine de repente

Como já dissemos no artigo anterior o efeito rebote acontece depois que você encerra o cronograma da dieta e se sente a vontade para “comer o que quiser” gerando uma confusão em seu organismo.

Para evitar a compulsão alimentar desenfreada a regra é simples: Não solte as rédeas. Isso mesmo, não termine a dieta bruscamente pois você estará com o apetite elevadíssimo e seu organismo doido para guardar tudo para a próxima “necessidade”.

Após finalizado o período de dieta use seu bom senso para criar um “programa de retorno” inserindo aos poucos outros alimentos e voltando a dieta normal. Veja que falei “normal” e não àquela dieta calórica que você tinha antes.

Agindo dessa maneira seu corpo, que inicialmente entendeu que o período da dieta era uma época de calamidade e por isso deveria se proteger disso, vai começar a perceber que na verdade esses serão seus hábitos a partir de agora e por isso vai começar a se ajustar a sua nova vida. Assim, a fome vai diminuindo e o gasto calórico vai aumentando gradualmente.

nao-comece

3 – Não comece de repente

Muito se fala em não terminar bruscamente uma dieta mas quase nunca de não começar bruscamente uma dieta. E isso é igualmente importante.

Minha amiga, eu sei que você quer emagrecer para ontem mas acredite em mim, adie sua dieta por uma ou duas semanas e você terá muito mais resultado.

Assim como você vai fazer no final do regime, use também seu bom senso para criar uma programação para o início dele. Para te ajudar criamos uma estratégia de apenas duas semanas que funciona muito bem.

Semana 1:

Nesta primeira semana de preparação corte tudo o que não for comida, como refrigerantes, bebidas alcoólicas e doces mas continue comendo de tudo e na quantidade que você está acostumada.

Semana 2:

Nesta última semana de preparação continue evitando tudo o que não for comida contudo corte pela metade a quantidade de comida que você ingere. Mesmo comendo bem menos seu corpo não vai estranhar pois você estará comendo de tudo que está acostumada. Os efeitos psicológicos também serão quase imperceptíveis.

Dica:

Se você puder esperar mais uma semaninha para começar a dieta repita a semana 2 pois isso vai ajudar muito a reduzir os impactos emocionais quando você começar a dieta de fato.

efeito-sanfona

Conclusão

Se você já conseguiu ter sucesso em alguma dieta que fez sabe muito bem que poucas coisas no mundo dão mais satisfação a uma mulher do que notar no espelho que está mais magra e bonita. Infelizmente a falta de preparo antes e depois da dieta podem fazer estes quilinhos reaparecerem. Para isso não acontecer siga nossas dicas que no fim, só sobrará a felicidade de estar mais esbelta e atraente.

Deixe um comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook